Bem-vindos ao meu cantinho
Sempre que posso, venho cá dar um saltinho e apresento as minhas opiniões relativamente aos livros que vou lendo e às várias formas de arte. Se também estiverem interessados, podem acompanhar alguns dos meus projectos pessoais na área das artes plásticas e não só.
Se gostarem (ou detestarem...tanto faz), não se esqueçam de deixar comentário! =P

09 dezembro, 2009

Os teus pés vesgos - Lena Maltez

Neste Portugal pequenino existem grandes artistas. Lena Maltez, constitui parte indubitavel dessa grossa lista. Ponham-se os olhos neste poema da autora e contemple-se a arte sublime:

os teus pés vesgos

entrou na porta de costas
descalço, com os pés vesgos
descia carregando medos,
as escadas suspensas em redes.
com visão lenta petrificava o espaço
e, das vidraças retratavam as sombras
do lado de lá, da porta ao lado.
encontrou o anoitecer sem horas,
velas ardiam pela casa,
como astros em campo nu
a claridade existia dentro do tempo.
passeou a memória,
sem excessos
recordou como se movia o mar
e com os dois pés esquerdos
caminhou sobre cal caída das paredes
sujas de palavras.

de dentro sangrava
o fascínio de saber sonhar

10 comentários:

  1. Por acaso já conhecia a "cabana" em tempos, fui assiduo das palavras de Lena Maltez, afora que estou de regresso será umas das minhas leituras atentas.

    Abraço Vagabundo

    ResponderEliminar
  2. Anónimo14:11

    Eu não conhecia, mas já fui dar uma espreitadela à cabana. Adorei. Os poemas dela são lindos e este, ao qual fizeste uma homenagem, tá maravilhoso.

    ResponderEliminar
  3. Ola Isis
    agradeço teu comentario na verdade o desenho com giz pastel não é o meu forte.
    Fica o convite para vc me visitar sempre que puder.
    Bjinhos

    ResponderEliminar
  4. Olá Isis. Passando para agradecer de coração a visita e os comentários sobre minha arte. Para mim é muito importante. Fiquei fascinado também com seu blog, e som esta linda poesia.

    Uma linda semana!

    ResponderEliminar
  5. Olá Isis,
    não conecia de todo esta poetisa, mas adorei tão profundo e humano poema.

    Grta pela partilha.

    Beijinhos,
    Ana Martins

    ResponderEliminar
  6. Não conhecia este belo poema.
    Lindo poema, que bom compartilhar com a gente!
    Obrigado.

    Queria te agradecer a visita ao blog, saiba que o blog é, antes de tudo, seu. Esteja à vontade para comentar, perguntar e até mesmo reclamar, criticar.

    Muito obrigado pelo comentário tão generoso e diretamente do Japão te desejo uma ótima semana.

    ResponderEliminar
  7. Que belo poema.
    vc deve ser uma pessoa sensível.
    como achou meu blog?
    Obrigada por me seguir, eu já estou te seguindo.
    Agradeço a visita também.
    Elisa

    ResponderEliminar
  8. Obrigado a todos pela visita e pelos comments!
    Beijos

    ResponderEliminar
  9. segui as tuas pegadas e vim fazer-te uma visita.
    fiquei sem palavras por ver algo meu aqui partilhado.
    as palavras servem para isso, voarem …
    deixam de ser nossas quando as colocamos em papel.

    não sou poeta, apenas adoro brincar com as palavras

    sensibilizada agradeço o teu carinho.

    voltarei para acompanhar o crescimento deste blog que acabo de descobrir da maneira mais deliciosa

    sem palavras abraço-te ternamente doce menina

    lena

    ResponderEliminar
  10. Obrigado pelo carinho, Lena.
    Também vou seguindo as novidades no teu blog.

    Mts abraços =)

    ResponderEliminar